Últimos dias para a entrega da DIRF

Últimos dias para a entrega da DIRF

Empresas têm até dia 27 de fevereiro para entregar a Declaração de Imposto sobre a Renda Retida na Fonte e evitar multa mínima de R$ 500

Dia 27 de fevereiro, até as 23h59min59s, é a data final para o envio da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte – DIRF, para a Receita Federal do Brasil – RFB, referente ao ano-calendário de 2014. São obrigadas a entregar a DIRF as empresas e pessoas físicas que realizaram pagamentos ou creditaram rendimentos sobre os quais houve incidência de imposto de renda retido na fonte ou, ainda, que destinaram pagamentos a pessoas físicas que somados sejam superiores a R$ 6 mil, mesmo que não tenha ocorrido retenção.

A declaração pode ser enviada por meio do programa gerador da DIRF, disponibilizado no site da Receita (www.receita.fazenda.gov.br). A multa mínima para os contribuintes Pessoas Jurídicas, que não sejam imunes, isentos ou optantes pelo regime de tributação previsto na Lei nº 9.317 de dezembro de 1996, que atrasarem ou não entregarem a obrigação é de R$ 500.

A DIRF é a declaração feita pela fonte pagadora com o objetivo de informar ao fisco os rendimentos pagos a pessoas físicas e jurídicas domiciliadas no país e/ou residentes, domiciliados no exterior (atentando-se a condições específicas para estes casos), inclusive os isentos e não-tributáveis, nas condições em que a legislação especifica.

Também deve ser informado o valor do imposto sobre a renda e/ou contribuições retido na fonte dos rendimentos pagos ou creditados para seus beneficiários, o pagamento, crédito, entrega, emprego ou remessa a residentes ou domiciliados no exterior, ainda que não tenha havido a retenção do imposto, inclusive nos casos de isenção ou alíquota zero, e os pagamentos a plano de assistência à saúde – coletivo empresarial.

“As empresas precisam ficar atentas quanto à consistência e à confiabilidade dos dados informados na DIRF, já que estes pagamentos serão cruzados pela Receita com os informes de rendimentos declarados e, em caso de inconsistências, o contribuinte poderá ter problemas com o fisco”, diz Marcelo Ferreira, supervisor tributário da Easy-Way do Brasil, uma das maiores desenvolvedoras de sistemas tributários, fiscais e contábeis do país.

O especialista da Easy-Way recomenda que as empresas automatizem essa operação com a implementação de um sistema informatizado que garanta a segurança na geração desses dados. “É um investimento relativamente baixo que vai evitar autuações geradas por erros e inconsistências de informações e promover mais segurança para as operações da empresa”, afirma Ferreira.

A Easy-Way tem à disposição de seus clientes uma equipe especializada para ajudar na solução de qualquer dúvida de preenchimento ou transmissão da DIRF. A equipe de consultores está disponível pelo e-mail easytributos@ewb.com.br ou pelo telefone (11) 5180-5400, das 8h às 18h30 em dias úteis.