Grupo Gestor anuncia novas medidas no eSocial

Grupo Gestor anuncia novas medidas no eSocial

Ambiente de testes do novo sistema deve ser liberado em 8 de outubro. Em 11 de novembro será liberado o ambiente de produção definitivo

O Grupo Gestor do eSocial publicou uma revisão da Nota Técnica nº 15/2019 e 00anunciou novas medidas de simplificação e modernização da obrigatoriedade, em conformidade com o que o governo havia comunicado em junho. Foram realizados alguns ajustes no leiaute 2.5 e foi estabelecida uma previsão de implantação das mudanças do sistema.

De acordo com a NT Revisada 15/2019, as empresas passarão a ter acesso ao novo ambiente de testes (produção restrita) a partir do dia 8 de outubro de 2019, sendo que a partir do dia 11 de novembro será liberado o ambiente de produção definitivo. Foram ainda divulgadas várias alterações no leiaute 2.5 e em seus Anexos I e II.

“São ajustes pontuais, ainda longe da simplificação e da desburocratização do sistema prometidas, mas sem dúvida é mais um passo nessa direção”, diz Luis Carlos Araújo, consultor tributário da Easy-Way do Brasil, uma das maiores desenvolvedoras de sistemas fiscais, tributários e contábeis do país.

O Grupo Gestor já havia dito anteriormente que antes da alteração definitiva do eSocial, o sistema passaria por simplificações pontuais, nas quais o número de dados a serem reportados seriam reduzidos aos poucos.

O especialista da Easy-Way recomenda que as empresas conheçam em detalhes, o quanto antes, as mudanças que foram promovidas para que possam se adaptar o mais rápido possível. “Até porque essas alterações também vão tornar mais simples o dia a dia dos contribuintes”, afirma Araújo. Vale ressaltar que o ambiente de testes será liberado em menos de um mês.

Em junho, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia anunciou que o eSocial irá passar por um processo de simplificação e modernização. Para isso, serão criados dois novos sistemas mais simples e com menos dados a serem reportados a partir do ano que vem, sendo um voltado para a Receita Federal e outro para o envio de informações de previdência e trabalho.

“Mesmo com a divisão do sistema atual em dois novos sistemas, o cliente da Easy-Way pode ficar tranquilo porque o Easy-eSocial será adaptado a essas alterações e atenderá ambas as obrigatoriedades sem nenhum custo adicional”, avisa Araújo.

A equipe da Easy-Way já está analisando a documentação técnica publicada sobre o eSocial e todas as atualizações que se façam necessárias serão realizadas em tempo hábil para que seus clientes possam cumprir suas obrigações dentro do prazo.