Problemas na Dataprev adiam novo bloco da EFD-Reinf

Problemas na Dataprev adiam novo bloco da EFD-Reinf

Após suspender o início do eSocial simplificado, falha da estatal de processamento de dados também suspende o novo Bloco R-2055

Os problemas na Dataprev que levaram à suspensão da versão simplificada do eSocial, também afetaram o cronograma da Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais – EFD-Reinf. A Receita Federal do Brasil – RFB decidiu suspender a implantação do Bloco R-2055 – aquisição de produção rural, que faz parte da versão 1.5.1.

A suspensão deve ser mantida até que a Dataprev consiga realizar a internalização dos eventos do eSocial em seus sistemas e a versão v.S-1.0 da obrigatoriedade seja liberada. A expectativa é que isso ocorra ao longo do segundo semestre de 2021.

A estatal de processamento de dados havia alertado que a implantação da versão simplificada, antes que consiga solucionar o problema, poderia levar a falhas na concessão de benefícios previdenciários, do seguro desemprego e do Benefício Emergencial – BEm e Auxílio Emergencial aos trabalhadores

Enquanto o Bloco R-2055 da EFD-Reinf e a versão v.S-1.0 do eSocial não entram em vigor, as informações de aquisição de produção rural continuam sendo enviadas por meio do evento S-1250 do eSocial.

Também foi suspenso o envio por pessoas físicas do evento R-2010, que trata de valores de retenção de contribuição previdenciária das notas de serviço tomado.

O contratempo causado pela Dataprev, porém, não impediu que o leiaute 1.5.1 da EFD-Reinf entrasse em vigor. Desde às 14h30 do dia 21 de maio estão sendo aceitos apenas arquivos compatíveis com a nova versão, mesmo que sejam relativos a períodos de apuração anteriores a competência de maio de 2021. A adesão do Grupo 3 à EFD-Reinf também foi mantida à medida que esses contribuintes já começaram a enviar os eventos periódicos (folha de pagamentos) ao eSocial.

“Para as empresas, a implantação do leiaute 1.5.1 da EFD-Reinf não deve ser um problema, à medida que as mudanças na rotina estabelecida foram muito pontuais”, diz Marcelo Ferreira, supervisor tributário da Easy-Way do Brasil, uma das maiores desenvolvedoras de sistemas fiscais, tributários e contábeis do país.

Por outro lado, o especialista acredita que o adiamento do Bloco R-2055 pode ser uma boa oportunidade para que quem ainda não estava pronto possa se preparar adequadamente.

Os clientes da Easy-Way não devem encontrar dificuldades com a nova versão, uma vez que o Easy-Tributos, sistema utilizado para o envio da EFD-Reinf já está atualizado segundo os parâmetros do leiaute 1.5.1.